Segundo procurador, há "elementos suficientes" para abrir inquérito sobre dossiê que governo Bolsonaro elaborou contra opositores

Produção Brasil 247 - Foto: Marcello Casal Jr - Agência Brasil


247 - O Ministério Público Federal (MPF) considera que há "elementos suficientes" para abrir um inquérito civil sobre a elaboração pelo governo de Jair Bolsonaro para monitoramento de opositores. O documento foi produzido pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, na gestão do ministro André Mendonça.


A Procuradoria da República no Rio Grande do Sul já instaurou um procedimento preliminar após a revelação da existência do dossiê. O procurador da República Enrico Rodrigues de Freitas, que desempenha a função de procurador regional dos direitos do cidadão no estado, pediu informações à Seopi, entre elas uma cópia do relatório produzido pela secretaria, informa O Globo.


O Ministério da Justiça se negou a fornecer o documento e disse que o caso agora é tratado diretamente pelo ministro da Justiça. Por isso, conforme a alegação da pasta, somente o procurador-geral da República, Augusto Aras, poderia oficiar Mendonça, em razão do foro privilegiado de ministros de Estado.

Fontes ouvidas pelo jornal que tiveram acesso a um relatório sobre policiais antifascistas no Brasil afirmam que a Seopi, no documento, apontou o avanço do movimento no país.


Leia Mais
Edição: Portal Brasil 247 e Web Rádio e TV Muira-Ubi


Deixe seu Comentário